sexta-feira, setembro 12, 2008

25 COISAS TOSCAS DOS ANOS 90

Parece que foi ontem que a gente viu o Galvão Bueno pendurado no pescoço do Pelé berrando “É tetrrrrrrra!!!!” ou que o povo ia ao cinem cinco, seis vezes seguidas ver o Leonardo Di Caprio soltar a franga na proa do navio (“I’m King of the wooooooorld!!!!!”).
Depois da overdose de cultura trash dos anos 80, chegou a hora de relembrar das bizarrices da década passada. Com vocês os loucos anos 90:
  • 25 – Mais de 600 crianças entraram em convulsão epilética no Japão após assistirem um episódio de Pokemón. O que teria causado o surto seria um flash de luz vermelha saído dos olhos de um dos bichinhos. O que não impediu o desenho de virar uma febre, inclusive aqui
  • 24 – O grupo de pagode Só no sapatinho lançou, no cd Só no sapatinho o hit Só no sapatinho, que ecoou nas rádios em 98. Tanta criatividade não gerou mais nenhum sucesso e eles ficaram só no sapatinho mesmo.
  • 23 – Outros artistas de um hit só: Vanessa Rangel com Palpite, Virgulóides com Bagulho no bumba, Fincabaute com É coisa de maluco, Vange Leonel com Noite preta (tema da abertura de Vamp) e Vinny com Heloísa mexe a cadeira.
  • 22 – As grandes vilãs de novela foram Laurinha Figueroa (Glória Menezes) de Rainha da sucata, Maria Altiva (Eva Wilma), de A indomada, Branca Letícia(Susana Vieira) de Por amor e a inesquecível Paola Bracho (Gabriela Spanic) do antológico dramalhão A usurpadora.
  • 21 – Carla Perez, rebolou, desceu, segurou e ralou o tchan. Depois ela estrelou o filmaço Cinderela baiana e terminou os 90 apresentando o programa Fantasia, onde, reza a lenda, ela soltou um “i de escola”.
  • 20 – A homarada babava também pela Tiazinha e a Feiticeira (do programa H, de Luciano Huck), pela viúva alegre de Ayrton Senna, Adriane Galisteu e por Letícia Spiller, a Babalú da novela Quatro por quatro. Mulher-fruta naquela época, só a Camila Pitanga.
  • 19 – Os sete integrantes do grupo Fat family pesavam juntos mais de 800 Kilos, o que dava umas 15 vezes o peso de uma top model. Era engraçado vê-los balançando a cabeça prum lado e pro outro.
  • 18 – Músicas que você dançou: All that she wants do Ace of base, The rithm of the night da Corona, Sexy eyes com Whigfield e Barbie Girl do Acqua.
  • 17 – Mas a sensação das pistas, churrascos e festas de firma foi o furacão Macarena com Los del río. Lembra da coreografia? “Dále tu cuerpo alegría, Macarena...” Agora esqueça se for capaz!
  • 16 – O corte de cabelo mais famoso da década era o da Rachel (Jennifer Aniston) do seriado Friends. O curioso é que ele surgiu graça a um erro do cabelereiro de Jennifer.
  • 15 – Juntando 8 códigos de barra do Leite Parmalat mais 10 reais podiam ser trocados por um mamífero de pelúcia. Cada pacote de salgadinhos Elma Chips vinha com um tazo (disquinho de plástico) dentro. Já as bolachas Mabel dava de brinde o realzinho de papel, miniaturas da nossa recém inaugurada moeda forte.
  • 14 – Por causa de uma campanha do Ministério da Saúde muitos homens chamdos Bráulio quebram o pau (ops!). É que no comercial um homem conversava com seu membro e o chamava assim. O comercial saiu do ar e voltou depois sem dizer o nome do bilau, mas já era tarde. Até hoje Bráulios de todo o Brasil são zoados.
  • 13 – O SBT exibiu um seriado chamado Bananas de pijamas, estrelado por duas bananas vestindo pijamas (dã!!!) e, pasmem, fez sucesso. A Globo contra-atacou com Teletubbies, quatro criaturas fofinhas e lesadas que ficavam repetindo a mesma coisa por quinze minutos. Uma das “coisas”, o Tinky Winky, era roxo e andava com uma bolsa pra lá e pra cá. Virou ícone gay, lógico
  • 12 – Pra botar medo em muita gente: O assassino mascarado do filme Pânico, o Chupacabras, o ET de Varginha, o maníaco do parque, o bug do milênio...
  • 11 – “Ah eu tô maluco!” e “Uh, tererê” sairam das pistas de dança, caíram na boca do povo e até viraram bordões nos estádios. Ainda nos bordões, tinha o “Calaboca, Magda!”, “Oh, coitado” e “Querida, cheguei!”
  • 10 – O telefone celular (um símbolo de status na época) era incrívelmente pesado, feio e sem graça. Mas todo mundo achava o máximo colocar uma capinha de napa e pendurá-lo na cintura.
  • 9 – Lílian Ramos apareceu sem calcinha ao lado do presidente Itamar Franco num camarote no carnaval e mostrou pra todo mundo que o topetudo apreciava um topetinho
  • 8 – Tiririca chegou chegando em 96 com a engraçadíssima Florentina. O que não teve graça foi as patrulhas do “politicamente correto” implicarem com ele por causa de uma música que dizia “essa nega fede...”
  • 7 – A seleção brasileira fez bonito na Copa de 94, mas na volta quase que não consegue passar pela alfândega, tamanha era a quantidade de muamba que eles traziam dos States
  • 6 – Mônica Lewinski, uma estagiária gorducha, quase derruba o presidente americano Bill Clinton com um blow-job impróprio em pleno Salão Oval da Casa Branca.

    E cinco coisas que não tem como esquecer:
  • 5 – Milly Vanilly foi a grande revelção pop em 91, e todo mundo pagou pau para a dupla, dando inclusive um Grammy para eles. Mas logo veio a descoberta: outros caras cantavam e os bozos apenas dublavam. O Grammy deles foi cassado, e a mídia deslumbrada resolveu fingir que o micaço não tinha ocorrido.
  • 4 – Em 96 Evander Hollifield e Mike Tyson travariam mais uma das chamadas “lutas do século” (elas aconteciam quase todo ano). Seria apenas mais uma luta, não fosse Mike Tyson dar uma dentada de na orelha de Hollifield. Foi bizarro ver um padaço da orelha decepada sangrando na boca do Mike-Canibal
  • 3 – A gurizada se ligava na Tv Colosso, Castelo Rá-tim-bum e Cavaleiros do Zoodíaco, mas nada se compara ao sucesso que foi a novelinha mexicana Carrossel. Com historinhas leves e inocentes, a turma da Professora Helena levou o SBT a bater a Globo várias noites seguidas. Dava uma pena do Cirilo e uma raiva da Maria Joaquina...
  • 2 – Quem não teve queria ter Mola Maluca, Super Nitendo, Patins in-line, patinete e Tamagoshi. Esse último foi um dos brinquedos mais estranhos que já se viu: tinha que alimentar, fazer dormir e dar carinho pra um trocinho virtual, que caso não fosse bem cuidado morria. Quando isso acontecia era uma choradeira só.
  • 1 – Os Mamonas assassinas estouraram nas paradas em todo o país em 1995, mas no ano seguinte um desastre aéreo interrompeu a festa. Ironicamente, no encarte do CD (ou LP...) eles agradeciam a Santos Dumont por ter inventado o avião.
Quem eram os palhaços?

4 comentários:

J disse...

ah! Como adoro estas listas!!
Essa capacidade de síntese do que passou, e do que ainda existe!
Que bom que que temos ícones pra vida ficar menos chata, ou pelo menos mais engraçada!!
Abraços!

mihuda disse...

Oi, vim aqui retribuir sua visita no meu blog e agradecer o elogio. Fiquei bem contente que tenha gostado das "baboserias" qye escrevo lá, hahaha
E aproveito para dizer que achei fantástica a idéia de um blog só de listas. Sou totalmente louca por "top alguma coisa" e achei esse post o máximo. Que paciência e memória de elefante para listar 25 coisas toscas dos anos 90. Tem desde cabelo da jennifer Aniston há dancinha de pescoso do Fat Family. Adorei!!! ;)
Pode ter certeza que fucarei mais também! Até mais!!!

W. LUCANO disse...

Não creio! Paolinha, que bom que vc veio! eu já tava quase desistindo desse negócio de blog, mas agora deu vontade de atualizar de novo. Passa aí depois!

E vc, Jotinha foi testemunha junto comigo das tosqueiras da década passada, lembra? É melhor nem lembrar... Saudades master de vc!

PS: pra proteger a identidade de alguns parentes, eu resolvi não listar as dancinhas do Backstreet boys.Tosqueira tem limite, né?

Cleíze disse...

Gostei do post!